Go to Top

TEATRO WALDEMAR HENRIQUE EM BELÉM COMPLETA 35 ANOS

TEATRO│ Criado em 17 de setembro de 1979, o Teatro Experimental Waldemar Henrique, em Belém, surge para sediar as apresentações de grupos de teatro experimentais da região. Sua arquitetura inspirada na art nouveau é mais antiga que sua existência enquanto teatro. Ali funcionava inicialmente o cinema Radium, em seguida, o Museo Comercial, e por último, a sede da Caixa Econômica Federal.

O teatro está localizado na avenida Presidente Vargas e tem como vizinho outro grande patrimônio, o Theatro da Paz, na Praça da República.

A primeira montagem em cartaz foi dirigida por Geraldo Sales, com o Grupo Experiência, e o texto era “Os Perigos da Bondade”, de Chico de Assis, tendo como protagonista Cláudio Barros, no papel de Cearim.

O prédio do Teatro Experimental do Pará Waldemar Henrique pertence ao Governo do Estado, que o mantém e administra, por meio da Secretaria de Cultura do Estado (Secult). O prédio é tombado pelo patrimônio histórico e foi restaurado para abrigar principalmente espetáculos de teatro e dança.

Para oferecer tanto aos artistas quanto ao público um espaço confortável, o teatro passou por uma reforma interna, em 2012, com a recuperação das instalações elétricas, hidráulicas, a substituição de toda a parte cênica (vestimenta do teatro, sonorização e iluminação), além da pintura interna e externa. Por se tratar de um prédio histórico, houve toda a preocupação durante o restauro, de manter os traços originais do prédio.

A programação de aniversário iniciou na última quarta-feira (17/09) com a apresentação de solos e duos de ballet clássico, contemporâneo e de salão, sob a responsabilidade das escolas de dança, Danças Clara Pinto, Ballare Escola de Dança, Escola de Dança Edith Marques, Fame Dance Studio, Estúdio Corpo em Movimento, Cia. Clássica Experimental de Dança. Na quinta-feira (18/09) houve a apresentação do espetáculo “Subúrbios”, da Cia. Cabanos de Dança. A atração une teatro e dança para reproduzir situações cotidianas. Ritmos como funk, brega e carimbó estão presentes na montagem.

No dia 19, a Cia. Cênica de Cínicos contribui com a programação através da performance “Madzi”, e a  apresentação teatral “A Loucura de Uma Atriz”, com Luiza de Abreu. No dia 20, a Sá Produções colabora com o aniversário do teatro fazendo o público rir com o espetáculo “De Morto e Louco Todo Mundo Tem um Pouco”, às 20h.

A Cia. Atores em Cena realizou o encerramento da festividade, realizando o espetáculo infanto-juvenil “Um Louco Conto de Fadas” na manhã deste domingo.

 

 

Comentário

Comentário

%d blogueiros gostam disto: