Go to Top

MUSEUS CRIATIVOS: FÓRUM NACIONAL DISCUTE CRIATIVIDADE NOS MUSEUS

FÓRUM│ O Centro de Convenções e Feiras da Amazônia, em Belém (PA), será palco da 6ª edição do Fórum Nacional de Museus (FNM) entre os dias 24 e 28 de novembro. O evento é realizado a cada dois anos pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram). Esta sexta edição conta com a parceria da Secretaria de Economia Criativa (SEC) do Ministério da Cultura (MinC).

Na programação estão previstas conferências, painéis, minicursos, grupos de trabalho, apresentação de pesquisas, estudos de caso, reuniões paralelas e atividades culturais. A edição 2014 traz ainda três destaques em sua programação: a realização da IV Teia da Memória ­- encontro nacional de Pontos de Memória e iniciativas de memória e museologia social -, o Encontro do Programa Nacional de Educação Museal (PNEM) e a revisão do Plano Nacional Setorial de Museus (PNSM).

De 24 a 26 estão programadas três conferências no 6º FNM. Incorporadas à programação, entre os dias 24 e 26, acontecem 10 reuniões temáticas voltadas para áreas específicas do setor de museus: Rede de Educadores em Museus, Comitê Gestor do Sistema Brasileiro de Museus, Sistemas de Museus, Conselho Consultivo do Patrimônio Museológico do Ibram, museus da Região Norte, Rede de Museus e Acervos de Arqueologia e Etnologia, Conselho Federal de Museologia, Conselho Internacional de Museus (Icom) Brasil, Comitê de Gestão do Ibram e diretores de museus Ibram.

Na noite de abertura do evento (24/11), o violonista Salomão Habib faz uma apresentação especial. Nos outros dias, as culturas populares terão destaque com a apresentação da dança indígena Toré, os tambores do Coletivo Casa Preta e o tradicional ritmo do Pará – o carimbó, recentemente reconhecido pelo Ministério da Cultura como Patrimônio Cultural Imaterial do Brasil.

Também haverá a performance do artista Rafael Bandeira e a apresentação Lítero-Musical Memórias do Pompéu do grupo Abrapalavra.

No último dia do evento (28/11), após a Plenária Final do FNM, os participantes visitam museus e instituições de memória de Belém. Há ainda uma mostra de artesanato local, com curadoria de Emanuel Franco, exposições e exibições de vídeos, e a presença de estandes institucionais e comerciais.

Comentário

Comentário

%d blogueiros gostam disto: