Go to Top

EXPOSIÇÃO PERMANENTE “AWAETÉ DO XINGU” É VISITA IMPERDÍVEL DO PARQUE ZOOBOTÂNICO MANGAL DAS GARÇAS EM BELÉM (PARÁ)

EXPOSIÇÃO| Awaeté. Gente de verdade no dialeto do povo Asurini. Esta é a proposta da exposição “Awaeté do Xingu”, mostrar a verdade e realidade dos índios Asurinis por meio de seu artesanato.

culturaamazonica3

A mostra está instalada no Parque Zoobotânico Mangal das Garças, no Armazém do Tempo, com visitação das 9h às 18h.

A exposição é resultado de projeto desenvolvido pela Fundação Ipiranga com os povos indígenas. Há 15 anos, a exposição tem como base o resgate do hábito de transmissão da produção artesanal Asurini.

Suely Menezes, presidente da fundação conta que a tradição de repassar esta cultura entre gerações havia se perdido na aldeia. “Promovemos oficinas onde os mais velhos da tribo passaram este conhecimento aos mais novos. A ideia é manter a produção e circular o produto desta aldeia que é a única remanescente desse povo e é formada por cerca de 190 pessoas”, conta.

Além de expor aos visitantes e turistas do Mangal a riqueza cultural do povo nativo, a exposição também será espaço para adquirir lembranças e artes da região. “Artigos característicos da cultura indígena como cerâmicas, cuias, objetos ritualísticos, acessórios e redes estarão à venda no Armazém do Tempo, como uma forma de gerar renda a este povo”, explica Suely.

A produção artesanal Asurini também inclui objetos com valor agregado, como camisas, chaveiros, canecas e bolsas, todas personalizadas com grafismo indígenas.

O povo indígena Asurini do Xingu vive em aldeias à margem direita do Rio Xingu, na terra indígena Koatinemo.

A região está ligada ao município de Altamira, onde fica a sede da FUNAI, o que lhes garante apoio e proteção.

Com população aproximada de 190 pessoas, os índios atuam como agricultores, caçadores, coletores, pescadores e se dedicam à produção material de sua cultura, que envolve o uso de grafismo da pintura corporal à cerâmica, tecidos e outros objetos.

 

SERVIÇO
O que: Exposição permanente- “Awaeté do Xingu” – Armazém do Tempo – Mangal das Garças

Visitação: De terça-feira à domingo, das 9h às 18h

Onde: Mangal das Garças- Carneiro da Rocha, s/n, ao lado do Arsenal da Marinha- Belém/Pará

 

Comentário

Comentário

%d blogueiros gostam disto: