Go to Top

BIBLIOTECA DA UFPA ENTRA NA ERA DIGITAL

BIBLIOTECA| Além de emprestar livros e periódicos, a Biblioteca Central da Universidade Federal do Pará (Ufpa) – que acaba de completar 52 anos – começa a oferecer aos alunos e visitantes a oportunidade de buscar informação no meio virtual, ampliando seu acervo em setores de pesquisa digital. Os espaços começaram a funcionar há cerca de um ano e já atraem muitos visitantes.

O treinamento para o uso de produtos eletrônicos como os e-books e a apresentação de outros recursos que facilitam a busca e o uso da informação na dinâmica acadêmica fez parte da programação de aniversário da instituição.

De acordo com a diretora da Biblioteca Central d em exercício, Maria Graça Pena, ao mesmo tempo uma transação simples e complexa rumo ao convívio com as novas formas de estudo e compartilhamento da produção acadêmica. “De modo geral as universidades vêm se adequando a esse tsunami de informações trazido pela internet, aliando tradição à tecnologia. A busca das universidades é pelo uso desse recurso de modo inteligente”, afirma.

É preciso ser seletivo. Cada biblioteca que começa a passar por este processo têm buscado sistemas inteligentes e modernos, mas também de fácil acesso. É preciso pensar em atender toda a comunidade acadêmica, mas também a comunidade que à rodeia, composta por pessoas que já têm conhecimento para lidar com esta tecnologia e pessoas que nunca tiveram essa oportunidade.

“A biblioteca se torna um facilitador desse acesso e ensina, além do manuseio técnico, a criar uma estratégia de busca. A geração de hoje está muito interada desse universo, o problema maior é o filtro de qualidade, saber quem de fato escreveu aquilo, estar atento à data da publicação, otimizar o uso dessas ferramentas”, explica a diretora.

Entre as novidades que agradaram aos usuários da biblioteca, está a assinatura que a instituição fez com uma editora de livros acadêmicos disponibilizados virtualmente. Isto ampliou o acervo em mais 130 mil títulos, com possibilidade de download livre das obras.

Comentário

Comentário

%d blogueiros gostam disto: