Go to Top

RODA DE CONVERSA ABRE A PROGRAMAÇÃO DO PROJETO RETRATOS CONTEMPORÂNEOS

CULTURA| Os workshops do Projeto Retratos Contemporâneos logo terão início, mas antes disso uma ação aberta ao público irá ocorrer. A conversa intitulada “O Retrato Contemporâneo”, contará com a presença dos quatro artistas integrantes do projeto, Armando Sobral (PA), Éder Oliveira (PA), Ernesto Bonato (SP) e Fábio Baroli (MG) e será mediada pela curadora Marisa Mokarzel (PA). O evento ocorrerá no dia 08 de novembro (terça-feira), às 19h, no Centro Cultural Sesc Boulevard. A entrada é franca e a programação contará com intérprete simultâneo em LIBRAS. O projeto foi contemplado pelo Programa Rede Nacional Funarte Artes Visuais, do Ministério da Cultura.

No século XIV o retrato se afirmou como um gênero autônomo, mas de lá para cá muita coisa mudou. O advento da fotografia rompeu com a tradição da reprodução fiel por parte da pintura, deixando ela livre para enfatizar o caráter interpretativo. Antes, a pintura se fez presente para suprir os anseios de representação de uma corte e uma burguesia urbana, já hoje, nos editamos e nos filtramos diariamente quando projetamos nossas imagens através de fotografias na internet. Então, o que será que os retratos pictóricos nos fornecem nos dias atuais, quando nos vemos mais do que nunca? Uma visibilidade diferenciada, com maior liberdade expressiva.

No encontro, os artistas falarão sobre seus trabalhos e o público poderá conhecer mais sobre as suas trajetórias. O objetivo principal do projeto é justamente propiciar a troca de saberes, poéticas e técnicas entre artistas de diferentes estados e a comunidade. Essa será a oportunidade de motivar o debate, o diálogo e intercâmbio, pois eles mesmos estarão em contato, compartilhando suas experiências e aprendizados de seus anos de atuação no cenário cultural contemporâneo produzindo retratos pictóricos.

A visibilidade diferenciada que o retrato pictórico proporciona é o tema do Projeto Retratos Contemporâneos, proposto pelo artista Éder Oliveira e viabilizado pelo Programa Rede Nacional Funarte de Artes Visuais 2015, do Ministério da Cultura. 

As ações do projeto ocorrerão de 08 a 12 de novembro de 2016, em Belém (PA), e contarão com a presença de 04 artistas brasileiros que trabalham com o gênero: Armando Sobral (PA), Éder Oliveira (PA), Ernesto Bonato (SP) e Fábio Baroli (MG).  

Armando Sobral trabalha e vive entre Belém e Brasília. Artista Plástico graduado pela Fundação Armando Álvares Penteado. Cofundador do Atelier Piratininga, em São Paulo. Foi professor da Universidade Federal do Pará entre os anos de 2003 e 2005. Coordenou o atelier de gravura da Fundação Curro Velho, em Belém, entre os anos de 2001 e 2006. Fundou o Atelier do Porto, também em Belém, em 2008. Vem prestando assessorias para instituições culturais do Estado na área de políticas públicas.

Éder Oliveira trabalha e vive em Belém. Nascido em Timboteua, região do Salgado paraense. Licenciado em Educação Artística – Artes Plásticas pela Universidade Federal do Pará. Pintor por ofício, desde 2004 desenvolve trabalhos relacionando retratos e identidade, tendo como objeto principal o homem amazônico. Com esse tema, participou de diversas exposições individuais e coletivas. Recebeu prêmios como Lingen Art Prize (Alemanha, 2016), Bolsa Funarte de Produção em Artes Visuais (Brasil, 2015) e 2º Grande Prêmio do Salão Arte Pará (2007).

Ernesto Bonato é de São Paulo. Gravador, fotógrafo, pintor e curador. Graduado e Mestre em Artes Plásticas pela Universidade de São Paulo. Teve trabalhos apresentados em mais de 190 exposições individuais e coletivas no Brasil e outros 28 países. Participou da criação do serviço educativo do MASP em 1997. Foi professor em instituições como FAAP e Centro Universitário SENAC. É cofundador do Atelier Piratininga (SP). Desde 2009 passou a dedicar-sea pintura, sobretudo o retrato. Atualmente mora e trabalha em Campinas.

Fábio Baroli vive e trabalha em Uberaba (MG). É formado em Artes Visuais pela Universidade de Brasília. Utiliza a linguagem da pintura como suporte para desenvolver sua poética, que lida com os conceitos da apropriação, do erotismo e questionamentos sobre o regionalismo e o imaginário infantil. Recebeu prêmios como o 1º Prêmio Espaço Piloto de Arte Contemporânea (2009), o 9º Salão de Artes Visuais de Guarulhos (2009) e o Prêmio Aquisição do 28° Salão Arte Pará. Possui obras no acervo do Museu Nacional de Brasília, Fundação Romulo Maiorana, Museu de Arte do Rio, entre outras instituições.

SERVIÇORoda de conversa abre programação do Projeto Retratos Contemporâneos. Data: 08 de novembro de 2016. Horário: 19h. Local: Centro Cultural Sesc Boulevard (Av. Boulevard Castilho França, 522/523 – em frente à Estação das Docas). Programação gratuita e com acessibilidade para Libras. No site www.ederoliveira.net/retratoscontemporaneos está disponível a programação completa. O projeto foi contemplado pelo Programa Rede Nacional Funarte Artes Visuais, do Ministério da Cultura. Contato: (91) 99254-2347; debbrabelo@gmail.com (ASCOM).

Comentário

Comentário

%d blogueiros gostam disto: