Go to Top

DICAS DE VIAGENS: BAIXO CUSTO, DIVERSÃO E CONSCIÊNCIA ECOLÓGICA

TURISMO| A época é de crise financeira, mas também de descanso e de renovar as energias. Se o orçamento apertado não permite sair do país ou do Estado, o turismo local se mostra uma excelente opção de lazer. Conheça três dicas de viagens baratas para fazer no Estado do Pará:

Cachoeiras do Rio Curuá, em Novo Progresso (PA) é indicada para quem curte ficar próximo à natureza, em meio à floresta, o complexo das Cachoeiras do Rio Curuá está localizado próximo à comunidade de Cachoeira da Serra, na Serra do Cachimbo, a 210 km da cidade, na rodovia Cuiabá-Santarém (BR-163). Há hotel e restaurante, além de uma pequena estrutura para atender os turistas com simplicidade. As quedas de águas são espetáculo impressionante. Para baratear ainda mais a viagem, uma dica é alugar um apartamento por temporada.

Outra dica sensacional é o Museu Municipal Aracy Paraguaçu e Parque Nacional da Amazônia, em Itaituba (PA), um museu que retrata o auge do garimpo de ouro, bem como a cultura indígena da região do Tapajós que traz a história local em um acervo de utilidade turística e educativa.

Quem estiver na cidade também pode aproveitar e visitar o Parque Nacional da Amazônia que fica às margens do Rio Tapajós, a 50km de Itaituba, com diversas trilhas educativas e mirantes voltados para o rio. O acesso se dá pela BR-230/PA entre Itaituba e Jacareacanga. Para visitar é necessário autorização do ICMBIO na cidade em dias úteis, no horário comercial.

A Praia São Francisco, em Mosqueiro (PA) é um destino bem conhecido pelos paraenses, nas férias suas praias ficam lotadas, mas para quem busca tranquilidade e privacidade, há lugares como a Praia São Francisco, voltada para a baía do Marajó. Ela é indicada para levar as crianças ou dar uma caminhada na orla. Para chegar lá basta ir em direção a Ponte do Cajueiro, a praia está localizada logo após a Praia do Ariramba. Ônibus e vans passam são opções de transportes mais em conta. O ambiente é mais frequentado pelos moradores locais tendo muito mais casas do que bares.

O lixo é um dos principais poluentes dos ecossistemas das praias doces e salgadas. Segundo o professor Álvaro Jose de Almeida, coordenador do curso de Gestão Ambiental, da Faculdade Maurício de Nassau, “juntamente com outros grupos de poluentes, como petróleo, metais pesados e nutrientes, o lixo tem ameaçado a saúde do ambiente aquático de diversas maneiras. Os impactos ambientais mais evidentes estão relacionados à morte de animais”.

Álvaro dá dicas para os viajantes aproveitarem o seu momento de lazer com consciência:

  • Sempre carregue uma sacola para guardar embalagens usadas, ou qualquer lixo que você possa produzir;
  • Caso não se lembre de levar o saco, verifique onde pode encontrar latas de lixo;
  • Evite levar o seu animalzinho de estimação à praia. Existem leis que proíbem a presença de animais em praia, pois suas fezes podem transmitir doenças para as pessoas;
  • Procure sempre adquirir produtos em embalagens recicláveis. Elas economizam energia elétrica, poluem menos e utilizam menos recursos naturais não renováveis para a sua fabricação;
  • Prefira usar produtos não tóxicos e biodegradáveis. Alguns ingredientes de filtros solares podem contém substâncias prejudiciais aos organismos aquáticos.

Foto: Luiz Nicolak

Comentário

Comentário

%d blogueiros gostam disto: