Go to Top

CENTRO CULTURAL THIAGO DE MELLO É REINAUGURADO OFERECENDO FORMAÇÕES ARTÍSTICAS E CURSOS PROFISSIONALIZANTES

ARTE E CULTURA│ Contando com nova estrutura que permitirá receber até 20 mil pessoas diariamente, o Centro Cultural Thiago de Mello reabriu as portas na manhã desta quarta (22/02), na avenida Autaz Mirim, nº 9.018, Novo Aleixo. Reinaugurado pelo Governo do Amazonas, o espaço vinculado à Secretaria de Educação e Qualidade de Ensino (Seduc), em gestão compartilhada com a Secretaria de Cultura (SEC) e o Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam), vai oferecer formações artísticas e cursos profissionalizantes, além de biblioteca, anfiteatro, ludoteca e laboratórios de informática ao público da Zona Leste e adjacências.

A solenidade de inauguração contou com a presença do Governador do Estado, professor José Melo; do vice-governador, Henrique Oliveira; dos secretários de Cultura, Robério Braga, e da Educação e Qualidade de Ensino, Algemiro Lima; e de deputados estaduais. O poeta amazonense Thiago de Mello, que empresta seu nome ao centro cultural, também esteve presente no evento.

A abertura da cerimônia coube a alunos do Centro de Educação em Tempo Integral João dos Santos Braga, que fizeram homenagem a Thiago de Mello com uma leitura de trechos de seu célebre poema “Os Estatutos do Homem”, acompanhada de coreografia. Após a exibição, os estudantes receberam parabéns emocionados do poeta e do Governador.

“Guardo este momento como um dos momentos mais belos da minha vida, porque esse centro (não porque tem meu nome) é formador de pessoas. Esse centro investe na educação para mudar a vida das pessoas. Cada um de vocês está trabalhando para mudar o que está errado em certo. Aquilo que está injusto, vocês vão trabalhar para que seja marcado pela justiça, pela decência e pela beleza que a vida do povo do Amazonas merece”, declarou o poeta de Barreirinha, hoje com 91 anos.

Robério Braga apontou que a Zona Leste é uma área carente e com uma demanda alta por atividades de formação cultural. “Nós já tínhamos aqui uma biblioteca e um teatro. Ampliamos a biblioteca, vamos ampliar o teatro, e vamos fazer aulas de Dança, Música, Teatro, e as grandes atividades de lazer e entretenimento nos fins de semana, como fazíamos nos Centros de Convivência”, afirmou.

Participaram da abertura, ainda, integrantes do Boi-Bumbá Malhadinho, que reúne alunos com deficiência auditiva da Escola Estadual Augusto Carneiro dos Santos; o Coral Vozes da Educação, formado por servidores da Seduc; e foliões do Grêmio Recreativo e Escola de Samba Reino Unido da Liberdade.

Espaço de formação e conhecimento – O Centro Cultural Thiago de Mello terá cursos de formação artística nas áreas de Música (Violão e Teclados), Dança, Teatro e Artes Visuais, sob coordenação do Liceu de Artes e Ofícios Claudio Santoro, da SEC. As aulas serão oferecidas a todas as faixas etárias – crianças a partir de 7 anos, jovens, adultos e idosos.

“Inicialmente teremos 500 vagas, abrangendo aulas nos turnos da manhã, tarde e noite”, informou Cristiana Brandão, diretora do Liceu Claudio Santoro. As atividades no espaço, ela acrescenta, serão desenvolvidas nos moldes daquelas mantidas em outras unidades. “A ideia é funcionar como funcionávamos nos Centros de Convivência, primeiro com cursos para iniciantes. E, conforme essas pessoas forem adquirindo conhecimento, vamos aprofundando os conteúdos dos cursos”.

A Seduc coordenará os cursos de Língua Brasileira de Sinais – Libras; reforço escolar para estudantes do Ensino Fundamental (1º ao 9º ano) da rede estadual; e as provas do Exame Supletivo, tradicionalmente chamado de “Provão Eletrônico”, direcionado para a população adulta que deseja regularizar os estudos e obter a certificação de conclusão dos ensinos fundamental ou médio.

Sob a coordenação do Cetam, o novo espaço também contará com uma programação de cursos voltados para formação de professores da rede estadual de ensino nas áreas de Linguagens, Matemática e Educação Ambiental; cursos de Libras; e cursos profissionalizantes diversos, como agente de inspeção de qualidade, almoxarife, agente de inspeção em medição, eletrônica digital, eletrônica analógica, leitura e interpretação de componentes eletrônicos, operação em logística, entre outros.

O centro cultural será também o novo endereço da Biblioteca Genesino Braga, que funcionava no Shopping Grande Circular. Com a mudança, a instituição ganha mais espaço e a perspectiva da ampliação de acervo para atender à demanda do público do Centro Cultural. “Aqui vamos dar também apoio aos cursos de formação da Cultura, da Cetam e da Seduc. O acervo hoje tem 6 mil volumes, e a estimativa é chegar, até o final deste semestre, a 10 mil”, antecipa Sharles Costa, diretor de Bibliotecas da Secretaria de Cultura.

Reforma e modernização – Após a reforma, o Centro Cultural Thiago de Mello conta hoje com 36 salas climatizadas e com sistema de som, biblioteca, laboratórios de informática, salas para realização de cursos, sala de apoio com recursos audiovisuais para pessoas com deficiência, sala multimídia, ludoteca, área de convivência, anfiteatro com capacidade para 300 pessoas, estacionamento e demais espaços administrativos.

Comentário

Comentário

%d blogueiros gostam disto: