Go to Top

EDITORA COBOGÓ LANÇA LIVRO COM IMAGENS DO PREMIADO FOTÓGRAFO PARAENSE LUIZ BRAGA

FOTOGRAFIA| Na noite desta quarta-feira (10/12), a Editora Cobogó lançou em Belém, no Museu Casa das 11 Janelas, todas as cores e nuances do acervo do artista, que poderão ser apreciadas no livro homônimo, Luiz Braga, com organização do teórico da fotografia Eder Chiodetto e design da artista visual Pinky Wainer. Em edição bilíngue, a obra apresenta 80 imagens, fruto de uma vasta pesquisa visual produzida nos últimos 40 anos.

Procissões, festas populares e cenas ribeirinhas são alguns dos temas captados pelo fotógrafo Luiz Braga, um dos nomes mais respeitados da fotografia brasileira hoje. Com a lente apontada para os detalhes que compõem a visualidade popular amazônica, Luiz Braga percorre o interior do Pará fotografando lugares como Alter do Chão, Marajó, Bragança, Vigia, além de sua Belém.

Com a cabeça e os olhos focados em sua região, Luiz Braga é um pesquisador inquieto da cultura local. Seu envolvimento com a câmera se faz de forma afetiva, quase lúdica. “Tenho muito orgulho do lugar onde vivo. Minhas fotografias têm alma, milhares de filmes gastos”, diz o artista, que está presente em importantes coleções, como Museu de Arte Moderna de São Paulo e Pinacoteca do Estado de São Paulo, além do Museu Casa das 11 Janelas, local escolhido para o lançamento em Belém. 

A busca pela luz perfeita chama atenção em seu repertório. Nas 232 páginas do livro estão reunidos ângulos incríveis de barcas, procissões, manifestações religiosas, bares, casas e tradições populares. O fotógrafo não aborda apenas a geografia e as referências culturais, mas o gestual dos habitantes, o brilho das estrelas, o negro-azul do cair da noite e a captação das luzes, tanto naturais quanto artificiais. “Sou muito exigente. Vou dezenas de vezes ao mesmo lugar até conseguir a luz ideal”, explica Luiz Braga.

Sobre a satisfação de ver sua trajetória reunida num livro, Luiz Braga afirma: “Este momento é fruto do amadurecimento do meu trabalho. Hoje me sinto pronto e merecedor de um material tão completo”.

Além das obras, muitas delas inéditas, o livro traz uma biografia ilustrada do artista. Luiz Braga nasceu em Belém (Pará) e iniciou-se na fotografia aos 11 anos. Até 1981, desenvolveu trabalhos em preto e branco. Aliando as possibilidades de confronto entre luz natural e a luz dos bares, parques e barcos populares amazônicos é premiado em 1991 com o “Leopold Godowsky Color Photography Awards”, pela Boston University.

Em 1996, obteve a Bolsa Vitae de Artes, viabilizando o trabalho “Amazônia Intimista”. Em 2003, foi o artista homenageado no XXI Salão Arte Pará e recebeu o Prêmio Porto Seguro Brasil. Realizou mais de 150 exposições individuais e coletivas no Brasil e no exterior,  tendo em 2009 sido um dos representantes do Brasil na Bienal de Veneza. Suas fotografias compõem importantes coleções, como a do Museu de Arte Moderna de São Paulo, do Centro Português de Fotografia,do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, entre outras. Atualmente, trabalha como fotógrafo independente em Belém.

Informações: 91 4009 8825 | 4009 823 e bragafoto@gmail.com

 

 

 

Comentário

Comentário

%d blogueiros gostam disto: